Dicionário de Humor Infantil – Uma lembrança

Eu contava nove anos. Percebendo meu interesse por leitura,  meus pais me apresentaram a um livro sem se darem conta, talvez, de que estavam desencadeando uma obsessão, a primeira epifania do engenho da palavra.  A descoberta da poesia – como se lá eu soubesse o que isso significava . Assim como mal sabiam todas aquelas crianças que ajudaram a escrever o “Dicionário de Humor Infantil”, compilação de pérolas ditas por sabichões de 03 a 11 anos e reunidas pelo escritor e pediatra Pedro Bloch. Ontem à noite, desprevenido, lembrei deste episódio.  E do livro. E compreendi  um tanto melhor porque o grande poeta Manoel de Barros, por vezes, recorria a frases ditas pelo filho, ainda criança, em seus trabalhos: há coisas que apenas o universo infantil consegue desvendar. Eis aqui algumas delas.

ABOLIÇÃO: Uma coisa assinada pela escrava Isaura.

ABSTRATO: Sim, eu sei o que é abstrato. Esta sopa, por exemplo, leva abstrato de tomate.

ADULTO – É uma pessoa que sabe tudo, mas quando não sabe diz logo: “veja na enciclopédia”.

ALEGRIA – É um palhaçinho no coração da gente.

AMAR – É pensar no outro, mesmo quando a gente nem tá pensando.

ARCO-ÍRIS – É uma ponte de vento colorido.

BEBÊ: É uma coisa que ainda tem a cabeça verde. Não funciona como a gente.

BOBO: É uma pessoa cheia de coisas vazias.

BOCA – É a garagem da língua.

BONITA – “Se eu sou bonita ou inteligente? Se eu sou bonita, você vê na cara. E se eu sou inteligente, nem respondo a uma pergunta boba dessas”.

BRUXA – É uma fada que ficou velha e perdeu a dentadura.

CABELO – É uma coisa que serve pra gente não ficar careca.

CALCANHAR – É o queixo do pé.

CHOCOLATE – É uma coisa que a gente nunca oferece aos amigos porque eles aceitam.

CINEMA: É um lugar onde a gente come pipoca.

COBRA – É um bicho que só tem rabo.

CORAÇÃO – A professora diz que “não ter bom coração” é ser mau. E “não ter fígado”, o que é?

CRIANÇA – Ser criança é não estragar a vida.

DEUS – Um dia eu disse que Deus era muito distraído e todo mundo riu. Só não sei a graça que isso tem.

DIA: Hoje é amanhã de ontem.

DISTÂNCIA – A Europa fica mais longe que a Lua. A Lua eu vejo.

ELÉTRONS – São os micróbios da eletricidade.

ENGRAÇADO – É o meu boletim do mês passado, porque o deste mês não tem graça nenhuma.

ESCURO – Tenho mais medo de avião que de escuro. É que escuro não voa, nem cai.

ESPERANÇA – É um pedaço da gente que sabe que vai dar certo.

ESTUDIOSO: Ser estudioso é pensar pouco e decorar muito.

FÁCIL E DIFÍCIL – Fácil é tomar sorvete. Difícil é comer espinafre.

FÉ – É uma menininha, na praia, esvaziando o mar com um baldezinho de plástico furado.

FELICIDADE – É peixinho comer isca sem se machucar no anzol.

FUTEBOL – É um jogo em que, às vezes, a trave joga melhor que o goleiro. Pega tudo.

FUTURO – É tudo que vem depois e, quando chega, já era.

GÊMEAS: Eu vi duas meninas de cara repetida.

HONESTIDADE – É assim: eu acho mil reais. Aí eu devolvo ao dono quinhentos reais e fico com quinhentos, pra pagar minha honestidade.

HORA: A melhor hora da minha escola é a hora da saída.

ILHA: É um morro que caiu dentro do mar.

INFERNO – É um lugar onde a gente morre muito mais.

JARDIM ZOOLÓGICO – O bicho que eu mais gostei, no jardim zoológico, foi o vendedor de sorvete.

JUÍZO: É fazer tudo o que mamãe acha que tá certo, mesmo quando está errado.

LEQUE: É um espanador de ventinho.

LÓGICA – Uma nota de dez rasgada no meio não dá duas de cinco, dá?

MÃE – Quando você era menina, quem era minha mãe?

MENTIRA – (ouve-se o estraçalhar de um vidro no banheiro e o menino grita) – “É mentira do barulho!”

MISTÉRIO – É uma coisa que a gente não sabe explicar direito e, quando explica, já não é.

NAMORADO – É uma pessoa que tem medo do claro.

NEVOEIRO – É poeira do frio.

NOITE: É o dia com luz apagada.

ORGULHO – É anão pensar que é gigante e lagartixa pensar que é crocodilo.

OVO: Dizem que Colombo botou um ovo em pé. Eu não boto nem sentado.

PACIÊNCIA – É uma coisa que mamãe perde sempre.

PAI – Ser pai é mais difícil que ser mãe. Pai precisa usar gravata.

PIADA – É uma coisa engraçada que perde a graça quando a pessoa avisa que vai ser.

POLUIÇÃO – É sujeira do progresso.

PSICÓLOGA – Mamãe me mandou pra psicóloga e, depois da minha sessão, eu acho que a psicóloga melhorou.

QUANDO PUDER: É muito tarde.

RAÇA – Esse negócio de raça não tá com nada. Me contaram que, na África do Sul, numa igreja, o negro ajoelhado só podia lavar o chão. Rezar não podia. Esses brancos deviam ter vergonha de rezar. Nem ia adiantar. Deus nem tava lá.

REDE – É uma porção de buracos amarrados com barbante.

REFLEXO – É quando a água do lago se veste de árvores.

RELÂMPAGO – É um barulho rabiscando o céu.

ROBÔ: É um monte de peças e computadores que pensam que viraram gente.

SAUDADE – É quando uma pessoa que devia estar perto está longe.

SOL: Eu não errei na prova. Só disse que o Sol nasce no nascente e dorme no dormente.

SONO – É saudade de dormir.

SORTE – É a gente acordar, se preparar pra ir pra escola e descobrir que é feriado nacional.

STRIP-TEASE – É mulher tirando a roupa toda, na frente de todo mundo, sem ser pra tomar banho.

TAMANDUÁ: É um bicho todo desarrumado. Até formiga ele come.

TRISTEZA – É uma criança com gesso no pé, sem assinatura.

VEIAS – São raízes que aparecem no pescoço das meninas que gritam.

VIDA – A vida a gente não explica. Vive.

VIDA – A vida de muita gente é só gol contra.

VOCAÇÃO- É a voz do papai.

W: São dois vês que nasceram gêmeos.

XINGAR – Quando eu xingo a minha avó, só xingo a metade que é do meu irmão.

Y: É uma letra parecida com um estilingue, que é intrometida.

ZEBRA: Um burro que nasceu com listras, coitado.

Anúncios

Sobre Bruno Batista

Cantor, compositor, flamenguista, cervejeiro, detesta cozinhar mas não se incomoda em lavar as louças.
Esse post foi publicado em Geral, Literatura e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s